26 novembro, 2020
Banner Top

No ano em que completaria 63 anos de história, foi decretado o fim do Chevrolet Impala.

O Impala é o principal veículo de passageiros da Chevrolet e ficou entre os automóveis norte-americanos mais vendidos nos Estados Unidos durante um longo período. Além disso, por algumas décadas, estabeleceu o padrão em conforto e valor. Foram no total dez gerações, divididas em três grandes períodos de produção: a primeira, entre 1958 e 1985; a segunda entre 1994 e 1996 e a terceira entre 2000 e o início desse ano. E neste ano chega o fim do Chevrolet Impala.

Sua história

Em 1958 a General Motors comemorava 50 anos de atividade, e para isso, lançou novos modelos em cada uma de suas marcas: Cadillac (Eldorado Seville), Buick (Roadmaster Riviera), Oldsmobile(Holiday 88), Pontiac (Bonneville Catalina) e Chevrolet, o novo Chevrolet Bel-Air Impala, introduzido inicialmente como modelo de luxo do belíssimo e já renomado Bel-Air.


O novo Chevy era grande e oponente, chamava atenção com seus faróis duplos e suas três luzes traseiras de cada lado, o que se tornou uma de suas marcas. Logo em seu ano de estreia foram 180.000 unidades vendidas.
Os Chevrolet estreavam um V8 big block, com 5,7 litros e 250 ou 315 cv. Havia também os V8 small block de 185 e 230 cv e ainda o 6 cilindros de 145 cv.


Os modelos de 1958 eram mais longos, mais baixos e mais largos do que os seus predecessores.

Fotos retiradas da internet


Para 1959, o Impala abandonava seu vínculo com o Bel Air, se tornando um modelo independente e ganhava novas características. As luzes traseiras foram redesenhadas, lembravam um grande design de “lágrima” em cada lado. Ganhou também duas pequenas grades de entrada de ar frontal não funcionais,finas e largas logo acima da grade central do carro.

Fotos: Low Rider magazine.

Voltando às origens

Em 1960 as lanternas triplas voltaram a fazer parte do carro e permaneceram por longos anos, e a grade auxiliar deixa de existir.

Fotos retiradas da internet.

Na terceira geração, de 1961 até 1964, o Impala foi reformulado, com um novo estilo do corpo. Era mais elegante e quadrado do que os modelos de 1958-1960.

Fotos retiradas da internet

A quarta geração chega em 1965, o Impala estabeleceu um recorde de vendas anual de mais de 1 milhão de unidades nos EUA. Por conta de suas linhas ainda quadradas mas um pouco mais arredondadas que a geração anterior.

Fotos retiradas da internet

As quinta (1971 até 1976) e sexta (1977-1985) gerações tiveram linhas cada vez mais quadradas seguindo então a evolução dos automóveis.
A partir da sétima geração (1994), vieram linhas modernas e arredondadas.

sétima geração

Fotos retiradas da internet

Em sua décima e última geração, lançada em 2014, o Impala perdeu sua força de venda,  nos últimos dois anos foram apenas 50 mil unidades vendidas. E neste ano, quando completa 63 anos desde o seu lançamento (1957), chega o fim do Chevrolet Impala. O último exemplar saiu da fabrica de Detroit, Estados Unidos, no último dia 28.

Fim do Chevrolet Impala – Batalha de gerações

Em 2009 foi feito um crash teste entre um Chevrolet Impala 1959 e um Chevrolet Malibu 2009. Veja quem levou a pior.

Curte carros antigos? Conheça os principais eventos de 2020. Clique aqui

Coloque seu carro antigo para rodar. Veja o calendário da Copa Paulista de Rallye Histórico clicando aqui ou faça sua inscrição no site oficial

Tags: , , , , ,

Related Article