30 Maio, 2020
Banner Top

Solução mais prática ou motivo de perigo e constrangimento?

As portas suicidas, ou articuladas traseiras são mais antigas do que imaginamos, eram usadas em carruagens puxadas por cavalos. Posteriormente utilizada em carros de luxo, principalmente na primeira metade do século XX. Elas são abertas no sentido contrário ao habitual.

São conhecidas por esse nome por algumas ocasiões de segurança. Caso a porta se abrisse indesejavelmente, seja por falha ou por acionamento, a porta se abriria por completo, deixando o passageiro completamente exposto. Isso aconteceria por conta do vento, que se choca contrariamente à porta. 

Além disso, caso o usuário estivesse saindo do carro, e ficando entre a porta e o carro, e fosse atingido por outro veículo, a pessoa ficaria presa, com maiores danos. O que não acontece com portar normais, pois em caso de acidente, a pessoa não ficaria presa. 

São hipóteses consideradas um tanto utópicas, mas que foram levantadas ao longo dos anos. E por tais motivos esse tipo de porta são conhecidas como portas “suicidas”.

No Brasil

O DKW-Vemag Universal, posteriormente nomeado Vemaguet é  referência pioneira em nossa história no quesito portas suicidas.

DKW Caiçara 162 com portas suicidas
DKW-Caiçara 1962. 
Foto: Quatro Rodas https://quatrorodas.abril.com.br/noticias/grandes-brasileiros-dkw-caicara/

Além das questões de segurança, as portas suicidas podiam e ainda podem trazer constrangimento para as mulheres. A abertura inversa da porta as deixam “desprotegidas”, pois a mesma não  protege sua intimidade, principalmente quando usavam saias. 

Ao contrário das portas convencionais, que ao serem abertas, protegem e escondem, na parte íntima, os usuários.

Por esse motivo, o DKW, conhecido popularmente como “DKV”, pois o W em alemão é lido como V,  ganhou o apelido de “deixaver” ou “dechavê”. Muito comum na época em que o carro foi lançado e que a porta suicida era uma grande novidade por aqui. 

O apelido se tornou popular e até hoje muitos ainda chamam o carro por seu apelido.

Família em seu DKW exibindo suas portas suicidas

Outros veículos com portas suicidas

Outros carros fora do Brasil utilizaram as portas suicidas, e são icônicos até hoje, exemplos de beleza e sofisticação. 

É o exemplo da marca Lincoln, que em seu lindo sedã, o Continental, utilizou esses modelos de porta suicida. Até hoje, esses veículos são procurados e possuem seu charme e elegância.

linclon continental 1964 com suas portas suicidas
Linclon Continental 1964
Lincoln Continental 4 door convertible suicide doors
Lincoln Continental 4 portas conversível

Quando abertas todas as portas, tem-se um grande acesso ao interior do carro. Tornas os carros certamente mais charmosos e atraentes aos olhos.

Outro belíssimo exemplo é este Cadillac Eldorado Brougham de 1957. Apenas 400 foram produzidos.  Ele também apresentava tudo, desde bancos com memória, controle de cruzeiro e ar condicionado. É coberto com um elegante teto de aço inoxidável escovado e portas suicidas. 

 Cadillac Eldorado BROUGHAM 1957

Portas suicidas nos dias de hoje

Em janeiro de 2019 a Lincoln anunciou seu mais novo modelo, que trazia características de seus modelos antigos. Para comemorar 60 anos do seu modelo mais icônico, a marca lançou o Lincoln Coach Door Edition, limitada a 80 unidades.

O modelo traz de volta as portas suicidas, nome que, a montadora mudou, justamente para não haver ligação com a palavra suicídio. 

Fotos e fonte: 
https://autopapo.com.br/noticia/portas-suicidas-lincoln-continental/

Vídeos que vale a pena assistir

Vídeo da Garagem do Bellote.
Veja alguns detalhes desse lindo Lincoln Continental 1967.
Mais um exemplar maravilhoso. 
Vemos seus mais de 5 metros de comprimento de pura elegância.

Leia também: https://gtzero.com.br/fim-do-chevrolet-impala/

Tags: , , , , ,
Me chamo Luís Felipe Risso. Sou formado em administração pela PUC-SP e pós graduado na FGV.

Related Article

No Related Article