28 outubro, 2020
Banner Top

História e curiosidades sobre as rodas automotivas

A roda é uma das maiores e mais importantes invenções da humanidade. Trouxe muita praticidade, principalmente no campo, onde revolucionou os meios de produção e colheita. Com alguns avanços e modificações, a roda passou a fazer parte de diversos mecanismos e contribuiu para o desenvolvimento do ser humano.

A história da roda 

A história das rodas automotivas começa há cerca de 6 mil anos na Mesopotâmia, na cidade estado de Ur, atual Iraque. Essas primeiras rodas eram feitas de argila, em uma peça única do material.

Mais tarde, entre 1.500 e 2 mil anos, surge quase que simultaneamente na Europa, Ásia e na China. Feitas de madeira e com raios, eram mais leves que as de argila. Começaram a ser usadas em carroças e carruagens.

Cerca de 1.000 a.C na Europa Ocidental, os celtas começam a recobrir as rodas com uma espécie de “capa” de metal. O processo aumentava sua resistência e durabilidade.

História das rodas automotivas
evolução das rodas de madeira

As primeiras rodas eram fabricadas em argila ou até em pedra, como aconteceu aqui na América, mais especificamente no México. Posteriormente de madeira maciça, e aos poucos se tornaram raiadas, mais leves e resistentes. 

As primeiras rodas para transporte

A princípio as rodas eram usadas nas lavouras e plantações, auxiliando os produtores em diferentes atividades. 

Passado algum tempo, as rodas passaram a integrar primeiramente carroças e charretes. Era a primeira vez que eram utilizadas para transportes, de carga e de pessoas. 

História das rodas automotivas

As rodas usadas para transporte seguiam o modelo raiado, eram mais leves e bem resistentes. 

Décadas mais tarde, já no século XIX, começaram a aparecer os primeiros automóveis. 

Muito antes disso, por volta de 1700 na Escócia, foi construída a primeira máquina a vapor, instalado e se tornando o que viria a ser um automóvel. Deu início a uma grande mudança na história, e ao primeiros vestígios da Revolução Industrial.

Os primeiros automóveis

A tecnologia ia avançando pouco a pouco. O primeiro motor a vapor de movido a petróleo apareceu em 1826. Em 1838 avançou para motores com  compressão em cilindros. 

Ao longo dos anos outros motores um pouco mais avançados surgiram. É o exemplo do motor de 1,5 cavalo de potência com pistões, crido por Jean Lenoir e instalado em uma carruagem. 

Gottlieb Daimler e Maybach William criaram seus próprios motores e os adaptaram a bicicletas. Já no início de 1886, Daimler decidiu comprar uma carruagem. Nela ele montou o seu motor e criou a primeira carruagem motorizada. 

Outros nomes, como Karl Benz, William Arrol e George Johnston, também entraram na jogada e produziram os primeiros automóveis da história. 

Apesar de terem diferentes motores, desenhos e serem construídos em diferentes lugares do mundo, todos eles possuíam rodas de madeira, com aro de ferro a sua volta. 

Criação e evolução dos Pneus

A princípio as rodas envoltas por borracha sólida, que as tornavam mais duráveis. Apesar de trazer um pouco mais de conforto, ainda eram muito rígidas. 

A história das rodas automotivas continua com a criação do pneu, em 1888. O escocês Jonh Dunlop desenvolveu o primeiro pneu com câmara de ar. 
Era um tubo de borracha contendo ar sob pressão instalada nas rodas de madeira e ferro da bicicleta de seu filho.

História das rodas automotivas

Charles Goodyear foi o responsável por descobrir o processo de vulcanização, onde a borracha ganha durabilidade e elasticidade. Tornavam os veículos e carruagens muito mais confortáveis, por absorver mais impacto. Podiam durar mais de 7 mil km. 

 Pouco depois de 1920 foram introduzidos os pneus de baixa pressão, e alguns deles duravam cinco vezes mais que os anteriores.

A evolução das rodas automotivas

História das rodas automotivas

Elas começaram por madeira, posteriormente com anel de metal em volta. Em seguida, rodas de aço que eram unidas aos eixos.

A evolução mecânica e o aumento de desempenho do automóveis progredia, e as rodas precisaram acompanhar o ritmo. No início do século XX, a empresa britânica Sankey passou a oferecer rodas de aço desmontáveis, ou seja, eram separadas do eixo. Elas poderiam ser facilmente trocadas. 

As rodas de aço dominaram o cenário durante anos, até que a liga de metal começou a ser mais usada. Elas eram mais leves e mais resistentes que as antigas. Melhorando o consumo e desempenho dos veículos.

Dessa forma as rodas de ligas de magnésio e alumínio fizeram grande sucesso. Hoje, todos os automóveis tem as rodas de liga leve como item de fábrica. 

Em 2015 mais uma grande evolução. A Ford equipou o Mustang Shelby GT350R com rodas de carbono. A fábrica anunciou que são 1 kg mais leves e melhoram a frenagem e dirigibilidade, e ainda diminui os ruídos.

História das rodas automotivas

Entenda e conheça um pouco do cenário do antigomobilismo

Curiosidade: entenda e diferença entre motores Big block e Small block.

Tags: , , ,

Related Article